Ir para conteúdo

Antes da face do labirinto e do Arnaldo psicológico

Satsang nos oferece um mergulho para dentro cujo único instrumento é o seguinte questionamento: “Quem é você?”. Comece agora a perguntar-se “Quem sou eu?” e veja caírem camadas de respostas como folhas no outono.

Primeiro você pensa ser o seu nome. Mas você nasceu com esse ou algum outro nome? Não. De repente a sua mãe tinha um namorado, com o qual ela não casou, que se chamava Arnaldo e decidiu chamar você de Arnaldo – sem que seu pai soubesse dessa história, claro! Então ela ama você perdidamente e você não consegue namorar ninguém, porque a sua verdadeira namorada é a sua mãe; há um contrato psicológico.

A verdadeira busca pela Verdade não passa por esse enredo psicológico. O encontro com a Verdade provoca um desenlace direto dessa trama, poupando-nos de desbravar os ambientes psicológicos malfadados que todos, necessariamente, herdamos.

Ao dar-se conta de que você não é o seu nome e, seguindo, descartar todas as demais questões periféricas ao que você é intrinsecamente, você se aproxima da Verdade e abandona esse labirinto – que ninguém sabe onde começa ou termina – das mentiras que foram impostas como verdade sobre você.

Isso é olhar para dentro e é dentro que você se encontra. Tudo o mais está do lado de fora. Dê-se conta e nada precisará ser feito, pois você já é você – antes de ter um nome, antes de ter uma face, antes de ser um filho, antes de toda e qualquer questão psicológica.

Um comentário em “Antes da face do labirinto e do Arnaldo psicológico Deixe um comentário

  1. “Eu sou a mosca q pousou em sua sopa”!
    Eu sou o início, o fim e o meio”!
    Eu n sou daqui, marinheiro só”!
    Pq, teoricamente todas as “verdades” me entram liturgica -mente?!
    Qdo me pergunto: “Quem sou eu?!”, n hão mais respostas, pois a mente aceitou q há um vazio indefinível sem conceitos, “sem lenço, sem documento”! Mas o q é isso afinal? Um conceito às avessas, pra embasar meu novo dogma, ou seria mesmo o tão sonhado estou perdido, fudido e mal mau pago, então sei q estou caminhando em direção à vdd! Ou os dois sejam siameses? Talvez, cm todo conteúdo mental, tudo isso q escrevi valha uma boa descarga sanitária, mas, indubitavelmente, essa é uma reflexão tão rasteira qto a mente, mas considero-a pertinente!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: