Ir para conteúdo

As nuvens brancas do paraíso e o começo do fim

A mente propõe que o divino esteja distante – sabe-se lá onde: no céu, no Himalaia ou em Alto Paraíso, talvez. Mas ele não pode morar em um lugar e não em outro.

Pergunto: antes de tentar chegar a algum fim, por que você não explora o começo? Onde está o começo de tudo? Neste momento, note, onde começa tudo?

Retorne à fonte, comece pelo princípio: quem quer encontrar o divino? Onde você está que o divino não está? Uma investigação, por assim dizer, científica, implicaria em observar aquilo que você tem nas mãos primeiro e, depois, ver, verificar.

Se você sabe quem você é, pode estar separado do divino?

Você assume que está separado porque sempre ouviu isso. Então não se sente bem no seu trabalho, nas suas relações… Logo, sente que tem algo faltando e deduz que só pode ser o divino.

Mas trago uma tese, uma proposição: ao invés de estar faltando o divino, o que está faltando é você. No entanto, é muito mais vendável ir em busca do divino do que buscar a si mesmo.

Isso porque ir atrás de você, implica em desconstruir completamente a ideia que você tem de si – que, nitidamente, nem combina com você, tanto que você não tem se sentido muito bem.

Se essa visão que tem de si, essa imagem que tem de si, essa concepção que tem de si, esse você que você toma como sendo você, fosse, ao menos, próximo do real, você estaria em brancas nuvens.

A tese da mente é que falta o divino e que se o encontrar tudo vai ficar bem. Porém, digamos que você encontrasse o divino, pergunto: quem o encontraria? A questão fundamental é: quem é você?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: