Ir para conteúdo

O milagre do simples, a mente, o mundo

Osho disse algo muito pontual: “Se você não puder deixar o mundo melhor, mais bonito, pelo menos não o deixe pior”. É para isso que serve a observação – não deixa nada pior. Se não pode melhorar, não piore o mundo! E isso tem a ver com todas as relações, inclusive com o próprio corpo.

À medida que observa, você vê que as relações, inclusive com o corpo, se renovam – se revolucionam, transformam-se. Sob o olhar da observação, há coisas que você se torna incapaz de fazer, porque perdem a função.

Participante – Isso promove um retorno à simplicidade, não é? As coisas mais simples são as mais incríveis… de repente, estamos caminhando por aí e nos deleitamos com um pingo de chuva numa folha.

Claro! A ideia do pequeno e do grande, do simples e do complexo, é totalmente mental. Quando você elimina isso, vê que qualquer pequena coisa – que não é pequena – é grande, é enorme. Quem desdenha é a mente. Sem a mente, não há desdém. Tudo tem valor. Tudo, tudo, tudo…

Tomar banho é um milagre! Dormir é um milagre! Imagina se não pudéssemos dormir! É incrível poder simplesmente deitar, sentir o corpo e… pfffff!

Se você sai da mente, tudo carrega um êxtase em si. Fora da mente, você vê que toda a existência não passa de um profundo desfrute. Ouvir, falar – não falar porcarias, claro! –, cheirar… puro deleite. Vá para dentro e veja! Só a mente é capaz de deixar o mundo pior.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: